Programa Cujo Nome Estamos Legalmente Impedidos de Dizer em Podcast

Para whisky é que não, ó meninos!

Esta semana, Ricardo Araújo Pereira sentiu-se retirado, Pedro Mexia considera-se C ou C e João Miguel Tavares declara-se um cefalópode. Oiça o Programa Cujo Nome Estamos Legalmente Impedidos de Dizer em podcast

Ventura quer fiscalizar o modo como os cidadãos gastam o dinheiro do apoio extraordinário do Estado para combater a inflação. Sugere-se a criação de uma nova entidade de Pesquisadores de Investimento e Desenvolvimento Económico (olha, que curiosa sigla!). O orçamento foi aprovado na generalidade (oh, surpresa!) mas nem por isso a discussão foi inócua. Costa, em modo de “animal feroz” atirou-se à jugular de bloquistas e liberais. Então não é que a Iniciativa Liberal está a tentar competir com o Chega em vozearia? Mas ainda têm muito que pedalar para isso, declarou o analista político que Costa esconde dentro de si. É verdade que os liberais andam há procura de um novo líder. Querem tornar-se mais populares, de acordo com o seu atual chefe demissionário. A semana política teve ainda, entretanto, um Cerejo no topo do bolo (não é gralha!). A investigação do jornalista José António Cerejo para o Público descobriu a história de um contrato “duvidoso” envolvendo o atual braço direito do primeiro-ministro, o mais recente secretário de Estado e antigo autarca minhoto Miguel Alves. O Ministério Público achou que havia matéria para abrir um inquérito. Será caso para trocadilhos com maus lençóis e a ameaça de que possa ser-lhe feita a Caminha

Programa Cujo Nome Estamos Legalmente Impedidos de Dizer, com Carlos Vaz Marques, Ricardo Araújo Pereira, Pedro Mexia e João Miguel Tavares, está disponível dos sites do Expresso, da SIC Notícias ou em qualquer plataforma que utilize no seu smartphone ou computador para ouvir podcasts. Ouça aqui mais episódios:

Últimas Notícias
Mais Vistos