Saúde e Bem-estar

Ministra da Saúde garante que ainda há 800 mil vacinas para a gripe em stock

TIAGO PETINGA

Marta Temido respondeu ao PSD, que disse existirem "milhões de portugueses de norte a sul do país em listas de espera" para a vacina.

A ministra da Saúde, Marta Temido, assegurou esta quinta-feira que existem ainda 800 mil vacinas para a gripe em 'stock', apesar de notícias de rutura nas farmácias, defendendo que já houve um milhão de portugueses a terem acesso à vacina.

"À data de 3 de novembro foram entregues ao Serviço Nacional de Saúde (SNS) 1,8 milhões de vacinas. Estão em entrega 270 mil vacinas na semana 30 de novembro a 06 de dezembro, uma data que poderá ser antecipada. Até à data foram vacinados um milhão de portugueses, havendo 800 mil vacinas em stock", afirmou a governante durante uma audição conjunta nas comissões parlamentares de Saúde e de Orçamento e Finanças, para apreciação na especialidade do OE2021.

Em resposta a uma questão do deputado Ricardo Baptista Leite, do Partido Social Democrata (PSD), que alegou a existência de "milhões de portugueses de norte a sul do país em listas de espera" para a vacina da gripe, Marta Temido lembrou ainda que o Ministério da Saúde "reforçou a aquisição de vacinas este ano em 39%", para um total de 2,070 milhões de doses, e que avançou com a antecipação do programa de vacinação.

"Do milhão de portugueses que foram vacinados, 770 mil foram com doses registadas como administradas e 260 mil com doses entregues para administração em instituições diversas", explicou a ministra, vincando que além da disponibilização de 200 mil doses às farmácias de venda ao público, estes estabelecimentos "terão adquirido 500 mil vacinas".

Marta Temido reiterou também que o país continua a "procurar reforçar pontualmente" a aquisição de vacinas para a gripe e que "os portugueses em risco e com critério para administração da vacina terão acesso", mas não deixou de assinalar as "quantidades limitadas" disponíveis no mercado mundial.