Saúde e Bem-estar

Fertilidade: a influência da idade do homem no sucesso dos tratamentos

Fertilidade: a influência da idade do homem no sucesso dos tratamentos
Tanja Ristic
Dados são de um estudo britânico aos ciclos de fertilização in vitro.

A idade do homem em casais que estão a fazer tratamentos de fertilidade tem mais impacto do que se esperava no sucesso dos nascimentos. Os dados são de um novo estudo britânico aos ciclos de fertilização in vitro.

Em mulheres com menos de 35 anos ou mais de 40, a idade do homem não faz muita diferença nas hipóteses de dar à luz.

No entanto, o cenário muda em mulheres entre os 35 anos e os 40: há uma queda significativa de taxas de nascimentos quando o pai tem 40 anos ou mais. Ou seja, a idade do homem tem mais impacto quando a mulher tem entre 35 e 40 anos.

Quando o homem tinha menos de 35 anos, a taxa de nados-vivos era de 32,8%. Quando tinha entre 40 e 44 anos, era de 27,9%. Já quando o pai tinha mais de 55 anos, a taxa era de 25%.

"Durante muito tempo, o fardo recaiu sobre as mulheres e o papel do homem nos riscos a curto e longo prazo (...) foi ignorado", afirma Geeta Nargund, ginecologista e uma das quatro autoras do estudo.

Já Kate Brian, chefe de operações da Fertility Network UK realça:

Os dados juntam-se a mais evidências que mostram que a fertilidade também é uma questão masculina.

Os novos resultados podem dar mais informações para moldar a educação e as mensagens sobre fertilidade.

Foram analisados quase 19 mil ciclos de fecundação in vitro (FIV) e injeção intracitoplásmica. Os dados são da Human Fertilisation and Embryology Authority, regulador independente de tratamento e pesquisa sobre fertilidade do Reino Unido.

Últimas Notícias
Mais Vistos