Cultura

Álbum póstumo de Carlos do Carmo chega em abril 

TIAGO PETINGA

"E Ainda" já está em pré-venda.

O álbum póstumo de Carlos do Carmo chega em abril.

O disco já se encontra em pré-venda, mas só será editado quatro meses após a morte de uma das vozes maiores do fado, a 1 de janeiro deste ano.

Um mês depois, a Universal Music Portugal anuncia o disco de inéditos gravados ao longo de três anos.

O álbum chama-se "E ainda" e conta com poemas de José Saramago, Vasco Graça Moura, Sophia de Mello Breyner e Jorge Palma, entre outros.

A vida e o disco póstumo de Carlos do Carmo

Aos 81 anos, Carlos do Carmo era reconhecido como uma das maiores figuras do Fado. A música esteve sempre na vida do músico que usou a voz para representar para mostrar e enaltecer um estilo que ajudou a tornar Património Imaterial da Humanidade.

Os fados do disco "E ainda..." foram trabalhados durante 3 anos. O último álbum gravado por Carlos do Carmo deveria ter sido editado em 2020, mas a pandemia acabou por trazer mais um adiamento àquele que será, agora, um disco póstumo.

Será o culminar de uma carreira reconhecida em 2014 com um grammy latino que dedicou a todos os portugueses, 3 anos depois de ver concretizado o sonho de ver o Fado elevado a Património Imaterial da Humanidade, uma candidatura da qual foi embaixador.