Desporto

I Liga 2019/20 vai ser a mais longa e tardia de sempre

Reuters Staff

Campeonato vai terminar, previsivelmente, apenas em 26 de julho.

A edição 2019/20 vai ser a mais longa da história da I Liga de futebol, que se começou a jogar em 1934/35, face ao adiamento das últimas 10 jornadas para junho e julho, devido à pandemia de Covid-19.

O principal campeonato luso vai terminar, previsivelmente, apenas em 26 de julho - data prevista para a 34.ª última ronda, a única ainda sem calendário definitivo -, 352 dias depois do primeiro encontro da prova, o empate a zero entre Portimonense e Belenenses, em Portimão, no dia 09 de agosto de 2019.

Até agora, a edição mais longa era a de 1996/97, iniciada em 23 de agosto de 1996 e finalizada em 15 de junho de 1997, para um total de 296 dias, mais um do que os que durou o campeonato de 1978/79 - 26 de agosto de 1978 a 17 de junho de 1979.

O campeonato 2019/20 será o mais longo e o que vai acabar mais tarde, sendo que, até agora, apenas a edição de 1946/47 havia tido encontros em julho.

A 26.ª e última ronda encerrou no dia 6 do sétimo mês, depois de ter arrancado em 24 de novembro de 1946.Desta vez, serão cinco as rondas completas que se vão realizar em julho (30.ª à 34.ª), mais uma incompleta, a 29.ª, que se iniciará ainda em junho.

O campeonato deverá encerrar em 26 de julho de 2020, sendo que, por exemplo, para o Vitória de Guimarães, a época começou, oficialmente, um ano e um dia antes, com o embate da primeira mão da segunda pré-eliminatória da Liga Europa.

Em 25 de julho de 2019, os minhotos venceram por 1-0 no reduto do Jeunesse Esch, graças a um tento do ganês Joseph, já nos descontos, aos 90+3 minutos.

No que respeita às provas nacionais, a temporada iniciou-se dois dias depois, em 27 de julho, com o encontro da Taça da Liga entre os 'secundários' Académica e Farense.

Os 'estudantes' seguiram para a segunda fase nos penáltis (4-3, após 1-1).O 86.ª campeonato abriu, por seu lado, em 9 de agosto, tornando-se, então, o segundo mais prematuro de sempre, 'perdendo' apenas para a edição 2017/18, iniciada em 6 de agosto de 2017, com a vitória do Sporting no reduto do Desportivo das Aves por 2-0, com um 'bis' de Gelson Martins.

A I Liga 2019/20 entrará na história como a mais longa e a que terá um final mais tardio, também porque sofreu uma interrupção ímpar, de quase três meses.

A competição foi suspensa dias após os embates de 8 de março, da 24.ª jornada, o último dos quais o triunfo do Vitória de Guimarães em Paços de Ferreira, por 2-1, e será retomada 87 dias depois, com a receção do Portimonense ao Gil Vicente, em 3 de junho, a partir das 19:00.

No historial da principal competição do calendário português, as maiores interrupções eram de pouco mais de um mês, uma vez 34 dias (1959/60) e duas 35 (1978/79 e 1983/84).

A Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) divulgou esta sexta-feira o calendário das últimas 10 jornadas da edição 2019/20 da I Liga portuguesa, que vão ser disputadas em estádios à porta fechada, devido à pandemia de Covid-19.