Desporto

Quintana, o eterno número 1 do andebol do FC Porto

Defendeu pela primeira vez a baliza do FC Porto a 26 de março de 2011.

Alfredo Quintana morreu esta sexta-feira, aos 32 anos, quatro dias depois de ter sofrido uma paragem cardiorrespiratória num treino do FC Porto.

A camisola do eterno número 1 não voltará a ser utilizada no andebol, por proposta do presidente. O clube assume a missão de contar a quem não viu, as histórias, as defesas, os jogos e o privilégio que foi ter um dos melhores guarda-redes do andebol mundial, sem esquecer qualidades humanas como a humildade, a simpatia e o respeito.

Alfredo Quintana defendeu pela primeira vez a baliza do FC Porto a 26 de março de 2011 e foi seis vezes campeão nacional.