Desporto

Ações da Benfica SAD a cair após detenção de Vieira

Quality Sport Images

As ações da Benfica SAD fecharam a cair 5,52%.

As ações da Benfica SAD fecharam esta quarta-feira a cair 5,52%, no dia em que o empresário Luis Filipe Vieira, presidente do clube, foi detido numa investigação que envolve negócios e financiamentos superiores a 100 milhões de euros.

Na sessão de hoje os títulos ficaram a valer 2,91 euros cada, tendo sido negociadas 1.324 ações da SAD, num total de 3.893 euros.

Vieira detido por suspeitas de fraude fiscal e abuso de confiança

O presidente do Benfica e empresário Luis Filipe Vieira foi detido numa investigação que envolve negócios e financiamentos superiores a 100 milhões de euros com prejuízos para o Estado, disse à Lusa fonte ligada ao processo.

Uma nota do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) indica que foram detidos um dirigente desportivo, dois empresários e um agente do futebol e realizados cerca de 45 mandados de busca a sociedades, residências, escritórios de advogados e uma instituição bancária, em Lisboa, Torres Vedras e Braga.

No comunicado do DCIAP, é indicado que os detidos são suspeitos de estarem envolvidos em "negócios e financiamentos em montante total superior a 100 milhões de euros, que poderão ter acarretado elevados prejuízos para o Estado e para algumas das sociedades".

Em causa, adianta, estão "factos ocorridos, essencialmente, a partir de 2014 e até ao presente" e suscetíveis de serem "crimes de abuso de confiança, burla qualificada, falsificação, fraude fiscal e branqueamento".

Está previsto que os quatro detidos sejam presentes na quinta-feira a primeiro interrogatório judicial com vista à aplicação de medidas coação, "com vista a acautelar a prova, evitar ausências de arguidos e prevenir a consumação de atuações suspeitas".