Desporto

Jorge Mattamouros fala em tentativa de golpe de Estado na direção do Benfica

Advogado diz que renúncia de Vieira é a única saída.

O advogado e sócio do Benfica há 27 anos Jorge Mattamouros, que avançou há cerca de um mês com uma ação em tribunal contra Luís Filipe Vieira, considera que o Presidente do Benfica, agora suspenso, não tem outra saída além da renúncia ao cargo.

Afirma ainda que o que está a acontecer na direção do Benfica, neste momento, é uma espécie de tentativa de golpe de Estado interno.

O Benfica informou esta sexta-feira que Rui Costa assume, com efeitos imediatos, a presidência do clube, depois de Luís Filipe Vieira ter suspendido funções no cargo.

"O Sport Lisboa e Benfica informa que, nos termos que se encontram estatutariamente previstos e em virtude da comunicação realizada hoje pelo Presidente da Direção, Luís Filipe Vieira, o Vice-Presidente Rui Manuel César Costa, assume, com efeitos imediatos, a Presidência do Sport Lisboa e Benfica, nos termos da alínea a do número 3 do artigo 61 dos estatutos do Clube", pode ler-se no comunicado.

Luís Filipe Vieira suspendeu funções como presidente do Benfica esta sexta-feira, decisão que foi anunciada pelo advogado, em consequência de detenção no âmbito da operação "cartão vermelho".

"O Benfica está primeiro, perante os eventos dos últimos dias, no âmbito da operação 'cartão vermelho', em que sou diretamente visado, e enquanto o inquérito em curso puder constituir um fator de perturbação, suspendo, com efeitos imediatos, o exercício das minhas funções como presidente do Sport Lisboa e Benfica, bem como de todas as participadas do clube".