Desporto

Caso Rúben Semedo. Exame forense não terá detetado sinais de lesões na alegada vítima

Defesa fala em acusações infundadas. Jogador deve conhecer ainda hoje as medidas de coação.

Rúben Semedo deve conhecer esta quinta-feira as medidas de coação. O jogador está detido por suspeitas de violação de uma jovem de 17 anos.

Segundo a imprensa grega, os exames forenses não terão detetado sinais de lesões genitais.

"Não foram encontradas feridas, hematomas ou lesões recentes nos genitais nem no ânus", escreve a imprensa.

Factos que, na opinião dos advogados do jogador, são suficientes para provar à Justiça que as relações sexuais foram consentidas, ao contrário do que diz a alegada vítima.

A defesa de Rúben Semedo considera que as declarações da jovem são infundadas e contraditórias.

Caso o internacional português venha a ser acusado de violação, o processo pode arrastar-se por vários anos na Justiça.

Em simultâneo, o jogador do Olympiacos corre o risco de ser suspenso dos relvados pelo Comité de Ética da Federação grega, que promete analisar o caso nos próximos dias.

Ler mais:

  • O planeta em que todos vivemos

    Futuro Hoje

    O Planeta Lourenço terá que ser ainda mais simples e eficaz na mensagem. É um risco. Frequentemente, quando me mostram aparelhos ou programas as coisas falham, é o que chamo de síndrome da demonstração. Mas isto acontece na vida real, é assim que vamos fazer.

    Opinião

    Lourenço Medeiros