Desporto

Portugal volta a perder quinto lugar do ranking da UEFA

Canva

Resultado surge depois de uma primeira jornada das competições europeias sem vitórias portuguesas.

Portugal perdeu para a França o quinto lugar do ranking da UEFA, ao qual tinha ascendido após as pré-eliminatórias, depois de uma primeira jornada da fase de grupos das taças europeias de futebol sem triunfos.

A vantagem lusa era muito curta (44,216 pontos contra 43,748) e os gauleses só precisaram de uma ronda para voltarem ao quinto posto, pois, se as quatro equipas lusas não venceram, as seis equipas francesas não perderam.

Portugal somou dois empates, pelo Benfica (0-0 no reduto do Dinamo Kiev) e o FC Porto (0-0 na casa do Atlético de Madrid), na Liga dos Campeões, e outras tantas derrotas, uma delas também na 'Champions', por intermédio do Sporting (1-5 com o Ajax).

Já hoje, o único represente luso na Liga Europa, o Sporting de Braga, prosseguiu um início de época a acumular maus resultados, ao perder por 2-1 com o Estrela Vermelha, na Sérvia.

Por seu lado, os franceses estiveram em bom plano, não propriamente na Champions, já que o "todo poderoso" Paris Saint-Germain só logrou uma igualdade em Brugge (1-1), enquanto o Lille empatou em casa com o Wolfsburgo (0-0).

Nos jogos de hoje, o Mónaco (1-0 ao Sturm Graz) e o Lyon (2-0 na visita ao Rangers) entraram a ganhar na Liga Europa, e o Marselha com um empate a um no reduto do Lokomotiv Moscovo, enquanto, na Liga Conferência da Europa, da qual "caíram" Santa Clara e Paços de Ferreira, o Rennes empatou 2-2 com o Tottenham.

Desta forma, França ultrapassou Portugal, passando a contar 45,081 pontos, contra 44,549, sendo que, tendo em conta os adversários dos dois conjuntos e o número de equipas, o mais provável é que a diferença aumente rapidamente.

Se Portugal acabasse em quinto no final da época 2021/22, então poderia ter três entradas diretas na Champions 2023/24, cenário que só se verificaria se o vencedor da Liga Europa 2022/23 conseguisse o apuramento para a Liga dos Campeões via campeonato.

Além deste possível bónus, a subida do sexto para o quinto lugar valeria duas equipas diretas na fase de grupos da Liga Europa (vencedor da Taça de Portugal e quarto classificado da I Liga em 2022/23) e uma no play-off da Liga Conferência Europa (quinto classificado do mesmo campeonato).

Portugal só muito dificilmente fechará em quinto, mas, por outro lado, dificilmente baixará do sexto posto, o que lhe permitiu esta época ter três equipas na Liga dos Campeões.

A representação lusa tem uma vantagem inultrapassável (44,549 contra 34,900) sobre os Países Baixos, mesmo tendo em conta que, em 2021/22, os pontos holandeses valem mais e que Portugal tem, ainda por cima, menos uma equipa em prova.

Os pontos que as equipas lusas somarem (dois por vitória e um por empate) são divididos por seis (0,333 por vitória e 0,166 por empate), enquanto os holandeses, que ainda não perderam nenhum representante, só têm de dividir os seus por cinco (0,4 e 0,2).

Na próxima época, Portugal já sabe que, a exemplo desta época, terá duas entradas diretas na Champions e uma na terceira pré-eliminatória, uma equipa na fase de grupos da Liga Europa e duas nas pré-eliminatórias da Liga Conferência Europa.

Assim, o campeão e o vice-campeão da I Liga 2021/22 seguem para a fase de grupos da Champions, o terceiro para a terceira pré-eliminatória, o vencedor da Taça de Portugal ruma à Liga Europa, o quarto do campeonato para a terceira pré-eliminatória da Liga Conferência Europa e o quinto para a segunda.

Veja também: