Desporto

Identificados suspeitos de insultar pai e criança com camisolas do FC Porto

Identificados suspeitos de insultar pai e criança com camisolas do FC Porto

A Autoridade para a Prevenção e Combate à Violência no Desporto identificou os suspeitos em colaboração com a GNR. Episódio aconteceu num jogo entre o FC Porto e o Estoril Praia.

Os suspeitos de atos de intolerância com dois adeptos do FC Porto no recinto do Estoril Praia já foram identificados, confirmou esta segunda-feira à Lusa fonte oficial da Autoridade para a Prevenção e Combate à Violência no Desporto (APCVD).

Contactada pela Lusa, fonte da APCVD deu conta da identificação de suspeitos, com a colaboração da Guarda Nacional Republicana (GNR) e da abertura de processo de contraordenação pelos atos praticados no sábado, durante o empate do Estoril Praia na receção ao campeão FC Porto (1-1), da sétima jornada da I Liga portuguesa de futebol.

Em causa estão insultos dirigidos a um homem, com uma criança ao colo, ambos com camisolas do FC Porto, que terão sido cuspidos, enquanto se encontravam numa zona da bancada destinada aos adeptos anfitriões, que podem ser punidos com coimas entre os 1.000 e os 10.000 euros e com pena de interdição de acesso a recintos desportivos.

Loading...

A mesma fonte assegurou que, na sequência do incidente e segundo apurado pela APCVD, o pai e a criança com a camisola do FC Porto, vítimas de atos intolerância, mantiveram-se na mesma bancada, ainda que com a necessidade de os deslocar alguns metros para manter salvaguardada a sua integridade física.

Criança e pai continuaram assim com a camisola do respetivo clube, acolhidos entre adeptos do Estoril que se demarcaram e mostraram indignados com os atos de intolerância ocorridos.

Estoril lamenta e condena “qualquer ato de violência”

No domingo, o Estoril Praia lamentou o ocorrido, condenando "todo e qualquer ato de violência, seja ele de que natureza for".

"Lamentamos profundamente a situação vivida pela filha do adepto do FC Porto no Estádio António Coimbra da Mota, pedindo-lhe desculpas e desejando que nunca deixe de apreciar a verdadeira essência do Desporto. Condenamos as atitudes de quem não consegue controlar as suas emoções e permite que atitudes provocatórias de supostos adeptos de futebol se transformem num momento lamentável de agressividade que não tem lugar num estádio de futebol", lê-se no comunicado do emblema cascalense.

O Estoril Praia remata esta nota disponibilizando-se "para continuar a colaborar com as entidades competentes na procura das soluções adequadas que possam impedir este género de episódio de voltar a ocorrer num recinto desportivo".

Últimas Notícias
Mais Vistos