Desporto

Vitinha é o primeiro português e o mais jovem a marcar 3 golos pelo SC Braga num jogo europeu

Vitinha, jogador do SC Braga
Vitinha, jogador do SC Braga
OLIVIER HOSLET
O avançado internacional sub-21 português Vitinha tornou-se o quarto jogador do SC Braga a conseguir, pelo menos, três golos num jogo das taças europeias de futebol, sendo o primeiro português e o mais jovem.

O avançado internacional sub-21 português Vitinha tornou-se, esta quinta-feira, o quarto jogador do SC Braga a conseguir, pelo menos, três golos num jogo das taças europeias de futebol, sendo o primeiro português e o mais jovem.

Vítor Manuel Carvalho Oliveira, de 22 anos, apontou os três tentos dos bracarenses, aos 15, 36 e 41 minutos, no empate 3-3 no reduto dos belgas do Union Saint-Gilloise, para a Liga Europa, repetindo os feitos do falecido angolano Chico Gordo (1978), do camaronês Meyong (2008) e do brasileiro Lima (2010).

Deste trio de históricos jogadores bracarenses, Chico Gordo foi o único que logrou transformar o hat trick em póquer, ao marcar por quatro vezes na receção ao Hibernians, de Malta, na primeira mão da primeira ronda da Taça UEFA de 1978/79.

Chico Gordo, que tinha então 28 anos e acabou por morrer com apenas 51, em 2000, faturou aos dois, 17, 19 e 77 minutos, sendo que, pelo meio, aos 74’, Lito também marcou, no 5-0 do conjunto comandado por Fernando Caiado, em 13 de setembro de 1978.

Para um jogador do Sporting de Braga voltar a chegar aos três golos num jogo europeu foi, então, preciso esperar quase três décadas, até à temporada 2008/09.

Em 18 de setembro de 2008, em jogo da primeira mão da primeira eliminatória da Taça UEFA, o camaronês Meyong Zé, então com 27 anos, logrou um hat trick na receção aos eslovacos do Artmedia (4-0).

Em Braga, Evaldo deu vantagem ao onze de Jorge Jesus, logo aos três minutos, para, depois, Meyong marcar três tentos consecutivos, aos 18, 31 e 76 minutos, o segundo de penálti.

Duas temporadas depois, em 2010/11, foi a vez de Lima conseguir um hat trick, este indiscutivelmente o mais emblemático da história do clube, pois foi apontado em Sevilha e valeu a primeira presença de sempre na fase de grupos da Champions.

Depois de um triunfo caseiro por 1-0, o onze de Domingos Paciência arrancou na Andaluzia, em 24 de agosto de 2010, um imponente triunfo por 4-3, com a “cara” do brasileiro, então com 27 anos, que faturou aos 58, 85 e 90 minutos.

Matheus apontou, aos 31 minutos, o outro tento luso, enquanto Luis Fabiano, aos 60, Jesús Navas, aos 84’, e Frederic Kanouté, aos 90+1’, marcaram para os espanhóis, que foram relegados para a Liga Europa, competição em que seriam eliminados nos 16-avos-de-final pelo FC Porto, que a venceria, numa final com os bracarenses.

Esta quinta-feira, mais de 12 anos depois, em Leuven, foi a vez de Vitinha lograr um hat trick, insuficiente para garantir o triunfo dos bracarenses na quarta ronda do Grupo D da Liga Europa, culpa de dois tentos belgas na segunda parte.

Últimas Notícias