Desporto

As grandes polémicas na história das competições desportivas

Loading...

Controvérsias, boicotes e a relação entre desporto e política.

A polémica com o Mundial do Qatar é a mais forte e discutida de sempre na história da competição, mas está longe de ser a primeira.

Mundial de 78 na Argentina

Jorge Rafael Videla, chefe máximo da ditadura militar na Argentina, acreditava que o som dos adeptos no estádio seria capaz de abafar as aberrações de um regime que prendia, torturava e matava argentinos desalinhados.

Apesar das campanhas de boicote à competição, 16 seleções participaram no Mundial de 78, que deu à Argentina a primeira estrela de campeã do mundo.

Enquanto os adeptos gritavam de euforia, centenas de pessoas eram torturadas na Escola de Mecânica Armada, a menos de um quilómetro do Estádio Monumental.

Jorge Videla não foi o primeiro a utilizar o desporto como máquina de propaganda do regime para melhorar a imagem do país aos olhos do mundo e também não foi o último.

Mundial de 2018 na Rússia

Em 2018, quando a Rússia organizou o Mundial, Moscovo já tinha anexado a Crimeia e decorria a guerra no Donbass, mas ninguém quis faltar à grande final. A Presidente da Croácia, o Presidente francês e o da FIFA estiveram ao lado de Vladimir Putin.

Jogos Olímpicos na China

Para encontrar boicotes em grandes competições desportivas é preciso deixar o futebol e passar às Olimpíadas. O caso mais recente aconteceu este ano nos Jogos Olímpicos de Inverno, na China.

Países como Estados Unidos, Reino Unido, Austrália e Canadá recusaram estar representados ao mais alto nível, acusando o Presidente Xi Jinping de violar os direitos humanos ao enviar milhares de chineses mulçumanos para campos de concentração em Xinjiang.

Últimas Notícias
Mais Vistos