Economia

O que se anda a dizer sobre a crise dos combustíveis

CARLOS BARROSO

Uma seleção de frases sobre a greve dos motoristas de matérias perigosas, que cumpre esta quarta-feira o terceiro dia e está a gerar uma corrida ao postos de combustível.

"A greve abrange todos os trabalhadores do setor do transporte de matérias perigosas, terá início hoje pelas 00:00 e irá prolongar-se por tempo indeterminado até que as entidades competentes decidam sentar-se à mesa para chegar a um consenso."

Francisco São Bento, presidente do Sindicato Nacional de Motoristas de Matérias Perigosas

Lusa, 15-04-2019

"A ANTRAM não pode deixar de denunciar o atropelo da legalidade que está a ser cometido por este sindicato [Nacional de Motoristas de Matérias Perigosas] , quer pelo facto de não ter promovido a organização dos serviços mínimos, quer pelo facto de não incentivar os trabalhadores em greve ao cumprimento desses serviços."

Comunicado da Associação Nacional de Transportadores Públicos Rodoviários de Mercadorias (ANTRAM)

15-04-2019

"Ao declararem serviços mínimos destas dimensões pedem que os trabalhadores funcionem em greve como num dia normal de trabalho (...). Uma vez que a consequência de uma greve é ter algum impacto para chamar a atenção de quem se pretende chamar à mesa das negociações, isto é a mesma coisa que os trabalhadores não poderem exercer o seu direito à greve."

Francisco São Bento, depois do Governo ter decretado serviços mínimos

16-04-2019

"Esta greve pode ter um efeito dramático no país, quer nos aeroportos - estamos num período alto, a semana da Páscoa é de enorme tráfego - quer no abastecimento a serviços vitais de salvaguarda das populações, hospitais, bombeiros, Proteção Civil, mas também abastecimento às pessoas e empresas."

Pedro Mota Soares, deputado do CDS-PP

16-04-2019

"Nós dissemos ao senhor ministro aquilo que já tínhamos dito antes, que parte dos serviços mínimos estão a ser assegurados, ou seja, os serviços de saúde e da proteção civil estão a ser assegurados e dissemos que estávamos disponíveis para cumprir a lei no que respeita à requisição civil."

Pedro Pardal Henriques, vice-presidente do sindicato

16-04-2019

"[O Governo determina a] elevação do grau de prontidão e resposta operacional por parte das forças e serviços de segurança e de todos os agentes de proteção civil, com reforço de meios para operações de patrulhamento e escolta que permitam garantir a concretização das operações de abastecimento de combustíveis, bem como a respetiva segurança de pessoas e bens."

Nota do Governo enviada à Lusa

16-04-2019

"Consideramos essencial que seja assegurado que a requisição civil e os serviços mínimos sejam cumpridos. Não sendo cumpridos, estamos perante um crime de desobediência."

Carlos Pereira, vice-presidente do grupo parlamentar do PS

16-04-2019

"[Estou] inteiramente de acordo com a requisição civil naquilo que é absolutamente vital, nos serviços de saúde e de segurança."

Rui Rio, presidente do PSD

16-04-2019

"Tenho acompanhado o esforço que está a ser feito para normalizar essa situação, independentemente depois do problema laboral, que é um problema entre privados e também do exercício do direito constitucional à greve, que espero que venha a ter um diálogo que permita também uma evolução."

Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República

16-04-2019

"Neste momento, pode haver alguma comoção e alguma intranquilidade, mas temos de assegurar que as condições de abastecimento se retomam da forma mais prudente possível."

Pedro Siza Vieira, ministro Adjunto e da Economia

16-04-2019

"O ministro ligou a dizer que estão desesperados pelo erro crasso que cometeram ao definir apenas Lisboa e Porto [nos serviços mínimos] , como se o resto do país não tivesse a mesma dignidade...os presidentes das câmaras municipais estão a ligar e a pressionar Governo."

Pedro Pardal Henriques

Lusa, 17-04-2019

"Queremos que nos arranjem uma solução em especial nos grandes centros urbanos ou os táxis vão parar. Temos colegas horas nas filas para abastecer e depois não há combustível, a Administração Pública e o Governo têm de garantir que há sítios para abastecer as viaturas."

Carlos Ramos, presidente da Federação Portuguesa do Táxi

Lusa, 17-04-2019

"Perante notícias de que pode ser necessário estender esta área, o Governo está em contacto, quer com a ANTRAM, quer com os sindicatos, para alargar o que for necessário alargar de serviços mínimos, para assegurar o abastecimento."

António Costa, primeiro-ministro

17-04-2019

"[A sociedade assistiu] a um país em sobressalto com bombas de gasolina fechadas, aviões desviados e transportes em risco, especialmente os transportes que dizem respeito às forças de segurança e às forças de emergência. (...) Como foi possível, em dia e meio, esta situação ter atingido estas proporções."

Fernando Negrão, líder parlamentar do PSD

17-04-2019

"Vai ou não alargar os serviços mínimos? O reabastecimento alimentar está garantido? E quando é que estamos em condições de voltar à normalidade?"

Assunção Cristas, presidente do CDS-PP, dirigindo-se a António Costa

17-04-2019

"[Assunção Cristas] está sempre a correr atrás do problema, [como neste caso da greve dos motoristas, sem perceber que] o país não é só Lisboa e Porto e que há o resto do país que está a sofrer [com esta paralisação] ."

António Costa

17-04-2019

"Faço um apelo direto ao Governo para que os serviços mínimos a aplicar à greve na distribuição de combustíveis se alarguem rapidamente a todo o território nacional. Não faz sentido que estejam restringidos a Lisboa e Porto. Os portugueses têm de ser todos tratados por igual."

Rui Rio

17-04-2019

"A ANTRAM é que está a bater o pé e diz que não negoceia enquanto estivermos em greve. Nós não desejamos este estado de calamidade. Por isso, sei que o Governo está a pressionar a ANTRAM para que se sente à mesa de negociações connosco."

Pedro Pardal Henriques

17-04-2019


Lusa

  • Via Sacra – Episódio 2
    26:42