Economia

Grupo Air France vai cortar 7.580 postos de trabalho nos próximos dois anos

Aviões da Air France no aeroporto de Paris Charles de Gaulle, França

Charles Platiau

A direção justificou esta decisão com a necessidade "de fazer face à crise da Covid-19, que impactou fortemente o grupo".

A direção do grupo Air France anunciou esta sexta-feira que pretende cortar 7.580 postos de trabalho, na empresa Air France e na subsidiária regional Hop!, até ao final de 2022, face ao impacto da pandemia de Covid-19.

Em comunicado, citado pela Agência France Presse (AFP), o grupo precisou que em causa estão 6.560 colaboradores na Air France e 1.020 na Hop!.

A direção justificou esta decisão com a necessidade "de fazer face à crise da Covid-19, que impactou fortemente o grupo".

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 521 mil mortos e infetou mais de 10,88 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

Mais 11 mortes e 374 novos casos de Covid-19 em Portugal

A Direção-Geral da Saúde (DGS) anunciou esta sexta-feira a existência de 1.598 mortes e 43.156 casos de Covid-19 em Portugal desde o início da pandemia.

O número de óbitos subiu, de quinta para sexta-feira, de 1.587 para 1.598, mais 11 em relação a ontem, enquanto o número de infetados aumentou de 42.782 para 43.156, mais 374.

Há 495 doentes internados, menos 15 em relação a ontem. 72 encontram-se em Unidades de Cuidados Intensivos, menos cinco face a quinta-feira.

O número de casos recuperados subiu de 28.097 para 28.424, mais 327.