Economia

Marcelo saúda "histórico resultado" que considera excelente para Portugal

Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República.

MIGUEL A. LOPES

Portugal vai receber 45,1 mil milhões de euros do Fundo de Recuperação económico da UE.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, saudou hoje o "histórico resultado" da reunião do Conselho Europeu, considerando que é excelente para Portugal e que a União Europeia deu "prova da sua força".

Numa mensagem publicada no portal da Presidência da República na Internet, lê-se que o chefe de Estado "saudou esta manhã em Madrid o histórico resultado do Conselho Europeu, que esta madrugada terminou em Bruxelas".

Segundo Marcelo Rebelo de Sousa, "ao acordar um orçamento de 1,82 mil milhões de euros para os próximos sete anos, a União Europeia dá prova da sua força e da sua dinâmica, da capacidade de decidir democraticamente no diálogo, difícil mas profícuo, entre os seus 27 Estados-membros, no respeito de todos e na procura dos interesses comuns".

"Para Portugal é também um excelente resultado com uma perspetiva de vir a receber mais de 45 mil milhões de euros, uma ajuda determinante para combatermos a crise social e económica que a pandemia provocou, que deveremos usar com rigor e critério, constituindo uma nova esperança para o futuro de todos nós", acrescenta o Presidente da República.

Marcelo Rebelo de Sousa encontra-se em Madrid desde segunda-feira, onde terá hoje um almoço com Felipe VI, que partiu de um convite feito pelo rei espanhol nas cerimónias de reabertura da fronteira entre Portugal e Espanha, no início deste mês.

Portugal vai receber 45,1 mil milhões de euros do Fundo de Recuperação

No final da reunião, o primeiro-ministro, António Costa, afirmou que Portugal vai receber, no total, 45,1 mil milhões de euros, que serão entregues em duas tranches, sendo que este valor inclui a verba de 635 milhões de euros para políticas de coesão e agricultura e para o financiamento da Madeira e dos Açores.

Entre os 45,1 mil milhões de euros que o país irá agora arrecadar incluem-se 15,3 mil milhões de euros em transferências a fundo perdido exatamente no âmbito deste programa para a recuperação, bem como 29,8 mil milhões de euros em subsídios do orçamento da UE a longo prazo 2021-2027.

Veja também: