Economia

BE pede nulidade da auditoria feita pela Deloitte ao Novo Banco

Consultora assessorou banco na venda da seguradora GNB Vida.

O Bloco de Esquerda quer que a auditoria ao Novo Banco seja considerada nula por um eventual conflito de interesses com a consultora que auditou as contas do banco e que também terá assessorado a venda de uma seguradora.

O negócio

Anunciado em 2018, só foi concluído em outubro do ano passado e resultou em perdas de mais de 260 milhões de euros para o banco.

A venda da seguradora GNB Vida pelo Novo Banco terá sido assessorada pela Deloitte Espanha, sucursal da consultora que auditou as contas da instituição, e foi deixada de fora da auditoria.

Para além do Bloco de Esquerda, o PAN também considera evidente o conflito de interesses. André Silva diz que mais do que discutir a nulidade da auditoria, é necessário garantir uma nova avaliação independente desta operação e, para isso, deve ser assegurada pelo Banco de Portugal.

O Chega também quer nova verificação das contas.

Veja também: