Economia

TAP. Novo presidente quer conciliar "aspirações de todas as partes interessadas"

Rafael Marchante

Manuel Beja assume funções esta sexta-feira.

O presidente do Conselho de Administração da TAP, Manuel Beja, que assume funções esta sexta-feira, disse que vai procurar "conciliar as aspirações de todas as partes interessadas" e criar condições para a Comissão Executiva levar a TAP a um "futuro sustentável".

"É com enorme sentido de responsabilidade que assumo a função de presidente do Conselho de Administração da TAP. Enquanto presidente do Conselho de Administração procurarei conciliar as aspirações de todas as partes interessadas: clientes, colaboradores, acionistas e parceiros", afirmou Manuel Beja, numa carta enviada aos trabalhadores, a que a Lusa teve acesso.

O novo presidente, que substitui Miguel Frasquilho, disse ainda que, "em conjunto com os administradores não executivos", trabalhará "para criar as condições necessárias para que a Comissão Executiva, liderada por Christine Ourmières-Widener, se concentre no seu desígnio: conduzir a TAP rumo a um futuro sustentável", mantendo a confiança dos clientes e o "orgulho e sentido de pertença" dos profissionais.

Manuel Beja deixou também uma palavra de reconhecimento aos trabalhadores e à administração cessante, pelo trabalho realizado até aqui. "Fizeram-no com inexcedível dedicação em condições adversas, marcadas pela incerteza", considerou.

"O Conselho de Administração manifesta o seu compromisso em encontrar os melhores caminhos para superar, com sucesso, os desafios atuais e futuros da TAP", concluiu.

Em comunicado divulgado na noite de quinta-feira, a TAP comunicou à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) que a eleição dos elementos dos órgãos e corpos sociais para o quadriénio 2021-2024 foi aprovada em assembleia-geral.

Assim, Manuel Beja, licenciado em Matemática Aplicada à Economia e à Gestão e com experiência na área de tecnologias de informação, sucede a Miguel Frasquilho como presidente do Conselho de Administração da transportadora aérea.

Também passaram a fazer parte deste órgão Christine Ourmieres-Widener, Ramiro Sequeira, Alexandra Reis, João Gameiro, José Manuel Silva Rodrigues, Silvia Mosquera González, Patrício Ramos Castro, Ana Teresa Lehmann, Gonçalo Monteiro Pires e João Pedro da Conceição Duarte.

A nova Comissão Executiva da TAP SGPS para o quadriénio 2021-2024, que está proposta ser designada na primeira reunião do Conselho de Administração agora eleito, será liderada por Christine Ourmières-Widener.

Foi também designada na TAP Air Portugal a Comissão de Monitorização dos Auxílios de Estado para o quadriénio 2021-2024, presidida por Patrício Ramos Castro e tendo como vogais Christine Ourmières-Widener e João Weber Ramos dos Reis Gameiro.

Para a mesa da assembleia-geral foram eleitos António Macedo Vitorino (presidente) e David Fernandes de Oliveira Festas (vice-presidente), enquanto para a Comissão de Vencimentos foram aprovados os nomes de Pedro Miguel Nascimento Ventura, Tiago Aires Mateus e Luís Manuel Delicado Cabaço Martins.

Para a presidência do Conselho Fiscal foi eleita a Baker Tilly, PG & Associados, SROC, S.A. e para vogais do mesmo órgão Sérgio Sambade Nunes Rodrigues, Maria de Fátima Damásio Geada e José Manuel Fusco Gato (vogal suplente).