Economia

DECO defende descida de impostos sobre os combustíveis

Pedro Silva afirma que o alto preço do petróleo vai criar uma "sobre receita para o Estado" que é "suportada pelos consumidores".

O combustível tem registado uma tendência de subida nas últimas semanas. Pedro Silva, técnico de energia da DECO, defende que o Estado deve diminuir os impostos sobre os combustíveis.

"A questão fiscal é de facto a que tem maior impacto - na casa dos 60% quer seja na gasolina, quer seja no gasóleo. E é aquela em que o Estado tem o dever de intervir”, afirma em entrevista à SIC Notícias.

O técnico da DECO lembra que esta alteração deverá ser feita em sede de Orçamento do Estado, que está atualmente a ser trabalhado na Assembleia da República. Sublinha ainda que os elevados preços do petróleo vão criar uma “sobre receita para o Estado”, que é “suportada pelos consumidores”.

“Os preços do petróleo estão acima daquilo que está previsto na proposta de Orçamento do Estado do próximo ano, está acima também daquilo que foi previsto em 2021. Portanto, isto origina uma sobre receita para o Estado que depois é suportada pelos consumidores. Há uma necessidade imperativa de ajustar a carga fiscal àquilo que está previsto enquanto receita no orçamento”, remata.

► Veja mais: