Economia

UE aprova criação de taxas sobre lucros excessivos das petrolíferas

UE aprova criação de taxas sobre lucros excessivos das petrolíferas
Nerijus Adomaitis

O acordo político dos 27 incluiu também medidas para mitigar o elevado preço da eletricidade.

Os países da União Europeia chegaram a acordo sobre um novo pacote de emergência para conter a crise energética na Europa que inclui um novo imposto sobre os lucros excessivos. Vão ser taxadas a 33%, um valor que vai ser convertido numa contribuição solidária, a distribuir pelos mais vulneráveis.

O acordo político dos 27 incluiu também medidas para mitigar o elevado preço da eletricidade.

As empresas renováveis vão passar a ter um teto máximo de lucros e foram criados planos de redução de consumo de luz. Um corte voluntário de 10% no consumo geral e um corte obrigatório de 5% nas horas de pico.

O acordo deixa, para já, de fora o gás, mas para a Comissária Europeia da Energia é preciso encontrar um teto máximo aceitável para todos os Estados-membros.

"Temos de retirar os incentivos que existem para a Rússia manipular estes volumes de gás. A resposta é clara: temos de oferecer um teto máximo para todo o gás russo, não apenas do gasoduto, mas também GNL. Diferentes estados-membros esperam soluções diferentes, mas a Comissão Europeia tem de propor uma ideia que tenha o apoio geral (…) caso contrário, a aproximação nivelada da União Europeia criará divisão", disse Kadri Simson.


A Comissária Europeia da Energia também considera importante impor novos entraves à manipulação de preços do gás russo.

Últimas Notícias
Mais Vistos