Economia

Aumento do preço do gás não vai além dos 13%, garante Costa

Loading...

Primeiro-ministro considera que as medidas do Governo funcionam como rede de segurança para o preço da energia.

António Costa garantiu esta quinta-feira que o aumento do preço do gás, no próximo ano, não ultrapassará os 13%. Num jantar da Sedes, o primeiro-ministro disse que as medidas aprovadas pelo Governo são uma rede de segurança para o preço da energia.

O primeiro-ministro António Costa participou no ciclo de debates da Sedes - Associação para o Desenvolvimento Económico e Social “Pensar com…”, em Viana do Castelo.

Na quinta-feira, o presidente executivo da Galp, Andy Brown, afirmou que o mundo está prestes a entrar num período em que a “energia barata vai deixar de existir”.

Mesmo assim, Portugal está bem posicionado em relação à União Europeia. De acordo com a Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE), Portugal registou os preços médios de gás natural mais baixos, para o segmento doméstico, em comparação a média da UE.

O preço médio no setor doméstico nos 27 países da UE fixou-se em 0,1080 euros/kWh), 13% mais caro do que o valor praticado em Portugal (0,0958 euros/kWh), enquanto o preço médio da zona euro foi 20% superior (0,1148 euros/kWh).


Últimas Notícias
Mais Vistos