Economia

Taxa de inflação em outubro na zona euro e na UE com novo máximo

Taxa de inflação em outubro na zona euro e na UE com novo máximo
YVES HERMAN
Em outubro de 2021, a inflação anual na zona euro era de 4,1% e no conjunto dos 27 Estados-membros de 4,4%.

A taxa de inflação homóloga na zona euro chegou, em outubro, ao recorde de 10,6%, 0,1 pontos abaixo do inicialmente estimado, e na União Europeia (UE) fixou-se no novo máximo de 11,5%, divulga esta quinta-feira o Eurostat.

De acordo com dados do serviço estatístico da UE, em outubro de 2021, a inflação anual na zona euro era de 4,1% e no conjunto dos 27 Estados-membros de 4,4%, medida pelo Índice Harmonizado de Preços no Consumidor (IHPC).

Na variação mensal, os 10,6% de inflação anual na zona euro, em outubro, comparam-se com os 9,9% de setembro e os 11,5% na UE com 10,9%.Na estimativa rápida divulgada em 31 de outubro, o Eurostat tinha apontado para uma taxa de inflação de 10,7% nos países do euro.

Entre os Estados-membros, as maiores taxas de inflação anuais foram registadas na Estónia (22,5%), Lituânia (22,1%) e Hungria (21,9%) e as menores em França (7,1%), Espanha (7,3%) e Malta (7,4%).

Face a setembro, a inflação anual recuou em 11 Estados-membros, manteve-se em três e aumentou noutros 13.Em Portugal, a inflação - medida pelo IHPC - chegou aos 10,6% em outubro, em linha com a da zona euro, valor que se compara com os 9,9% de setembro e os 1,8% do mês homólogo de 2021.

A taxa de inflação na zona euro tem vindo a acelerar desde junho de 2021, principalmente devido à subida dos preços da energia, e a atingir valores recorde desde novembro de 2021.

Últimas Notícias
Mais Vistos