Economia

CEO da TAP: "Todos os ataques e comentários não estão a ajudar"

Loading...

Christine Ourmières-Widener confessa que já teve diretores a chorar no escritório depois de terem sido tornados públicos os seus salários.

A presidente executiva da TAP admitiu esta quarta-feira que as notícias negativas sobre a empresa não estão a ajudar na reestruturação da companhia aérea. No Parlamento, Christine Ourmières-Widener disse que ser CEO "não é um cargo fácil de ocupar" e confessou que algumas pessoas até o consideram o trabalho “mais difícil deste país”.

“Estamos todos os dias nas notícias”, continuou, lamentando a exposição a que todos os altos funcionários da empresa têm estado sujeitos.

Ouvida na comissão de Economia, Obras Públicas, Planeamento e Habitação, numa audição requerida pelo Chega, a presidente da TAP disse que já teve diretores a chorar no escritório depois de verem o salário e informações pessoais publicadas na imprensa.

“E essas pessoas trabalham dia e noite para conseguir resultados. Sim, é difícil”, concluiu.

Christine Ourmières-Widener foi chamada ao Parlamento para prestar esclarecimento sobre a indemnização de 500.000 euros à antiga administradora Alexandra Reis, que depois seguiu para a liderança da NAV e para o Governo.

Últimas Notícias
Mais Vistos