À conquista de Marte

Foguetão da SpaceX voou mas explodiu na aterragem

Um protótipo de um foguetão para ir à Lua e a Marte explodiu durante testes de voo no Texas.

Um protótipo de um gigantesco foguetão com que a empresa privada espacial SpaceX pretende chegar a Marte explodiu na quarta-feira na aterragem, durante testes de voo no Texas, nos Estados Unidos.

A aeronave, sem tripulação, era um modelo conhecido como Starship, com quase 50 metros de comprimento e capacidade para transportar até 100 toneladas de carga.

O foguetão foi lançada da base da SpaceX em Boca Chica, no estado do Texas, e ascendeu cerca de 12 quilómetros, antes de regressar ao ponto de partida, onde deveria aterrar.

No entanto, ao tocar terra, a nave explodiu.

O proprietário da SpaceX, o multimilionário Elon Musk, explicou na rede social Twitter que durante a descida "a pressão do tanque de combustível era baixa", o que terá feito com que a "velocidade de aterragem fosse alta".

Apesar do desenlace, Elon Musk enviou uma mensagem vitoriosa na rede social após a explosão: "Marte, aqui vamos!".

A companhia aeroespacial de Musk é conhecida pela estratégia agressiva no desenvolvimento rápido de aeronaves, o que já provocou várias explosões nos seus voos experimentais.

A SpaceX conseguiu recentemente contratos com a agência espacial norte-americana (NASA) para efetuar missões de reabastecimento da Estação Espacial Internacional (EEI).

A mais recente chegou na segunda-feira à EEI com uma cápsula Dragon.