Afeganistão

Afeganistão: a vida que recomeça

Milhares de afegãos viram as costas ao novo regime. Entre os que partem contam-se histórias como a de Zarifa Ghafari, que aos 27 anos é conhecida no Afeganistão como a primeira mulher presidente de Câmara.

Para milhares de afegãos, a vida recomeça agora. Tiveram a sorte de apanhar um voo para fora de Cabul.

Entre os que partiram, há muitas histórias de quem nos últimos 20 anos ajudou os militares estrangeiros na luta contra os talibã e quem mais se destacou na defesa das mulheres afegãs.

É o caso de Zarifa Ghafari, que aos 27 anos é conhecida no Afeganistão como a primeira mulher presidente de Câmara. Venceu vários prémios internacionais pela defesa dos direitos das mulheres afegãs e até há poucos dias confessava estar à espera que os talibã a fossem buscar. Conseguiu, entretanto, lugar num voo para a Alemanha e por isso tanto agradece.

No topo das prioridades para a saída do Afeganistão estão aqueles que durante os últimos 20 anos ajudaram as tropas estrangeiras na luta contra os talibã. São também estes que os novos líderes no poder procuram agora porta à porta.

Veja também: