Afeganistão

Ex-autarca afegã em Portugal: Zarifa sobreviveu a 3 tentativas de homicídio

A SIC falou com Zarifa, que está a viajar pela Europa numa campanha de sensibilização.

Até há pouco mais de um mês, quando os talibã tomaram o poder, Zarifa Ghafari era presidente de câmara de uma província afegã.

Durante os quase 4 anos em que exerceu o cargo, sofreu três tentativas de assassinato. Numa delas, com ácido, os talibã queimaram-lhe o corpo inteiro.

No ano passado, mataram-lhe o pai, general do exército afegão, à porta de casa.

Zarifa está refugiada na Alemanha e anda pela Europa numa campanha de sensibilização.

A SIC falou com a antiga autarca em Portugal.

À distância, Zarifa recebe diariamente relatos das atrocidades dos talibã contra mulheres, ativistas e jornalistas.

Acusa os Estados Unidos da América e aliados de uma retirada catastrófica, que não acautelou a segurança dos mais frágeis, e a comunidade internacional de passavidade.

Perante um país onde a maioria da população passa fome e há 10 milhões de crianças em risco, Zarifa pede que as sanções económicas sejam dirigidas apenas aos talibã, mas lembra que é urgente apoiar as organizações no terreno que apoiam os afegãos há décadas.

Veja também: