Assalto em Tancos

As sete vezes que Azeredo Lopes negou ter conhecimento da encenação de Tancos  

As sete vezes que Azeredo Lopes negou ter conhecimento da encenação de Tancos  

Negou sete vezes ter sabido da encenação. Agora, como arguido, mantém o que disse enquanto ministro.

Azeredo Lopes negou, desde o início, ter sido informado da encenação no aparecimento das armas em Tancos. Ainda como ministro insistiu, em vários momentos, que não tinha toda a informação sobre o caso e até chegou a colocar a hipótese de não ter havido furto em Tancos.

Arguido no processo de Tancos

O ex-ministro da Defesa, Azeredo Lopes, foi na quinta-feira constituído arguido no âmbito do processo que investiga o roubo de armas em Tancos. O Ministério Público acusa Azeredo Lopes de denegação de justiça, tendo sido presente a juiz na qualidade de arguido não detido.

O antigo governante está ainda proibido de contactar outros arguidos do caso, com o ex-chefe de gabinete e com o antigo chefe de Estado Maior do Exército, Rovisco Duarte.

Num comunicado enviado às redações, Azeredo Lopes diz que está "desgostoso e constrangido" e garante que está inocente.

  • Reino Unido ameaça Irão com "graves consequências"
    1:59
  • Corrupção no topo das preocupações dos portugueses
    1:34
  • Cepas da Serra
    10:16
  • "À descoberta com..." Inês Castel-Branco na Tailândia 
    3:14