Assalto em Tancos

Processo de Tancos. João Paulino diz que Azeredo Lopes sabia das negociações

Arguido diz que quer esclarecer a verdade.

O alegado líder do assalto a Tancos diz que o ex-ministro Azeredo Lopes sabia das negociações que estavam a decorrer para entregar as armas. A defesa do ex-ministro nega as acusações.

João Paulino assumiu a culpa aos juízes. O arguido confirmou os vários encontros com os militares da GNR antes de indicar o local onde as armas estavam escondidas e disse que lhe foi prometido que nunca seria preso.

Aos juízes, disse que está envergonhado do que fez e que quer esclarecer toda a verdade.

Veja também: