Eleições Autárquicas

Moreira lidera sondagem. "É reconfortante para mim e para a minha equipa"

Entrevista SIC Notícias

Rui Moreira, recandidato à presidência da Câmara do Porto, no Jornal da Meia Noite da SIC Notícias.

Rui Moreira, recandidato à presidência da Câmara do Porto, diz que ficou satisfeito com os resultados da sondagem para as eleições autárquicas e que lhe dão ânimo para os próximos meses.

"É reconfortante para mim e para a minha equipa", afirmou.

Em direto no Jornal da Meia Noite, diz que esse resultado significa que os portuenses consideram que tem estado à altura. No entanto, foi cauteloso: disse que uma sondagem "vale o que vale" e que ainda faltam mais de dois meses para as eleições.

"Estou interessado naqueles que votam em mim", disse, salientando o trabalho em transportes e espaços verdes.

Sobre o caso Selminho, realçou: "Acho que toda a gente já sabe que a minha família não recebeu um tostão, nem vai receber".

Se as autárquicas fossem hoje, Rui Moreira seria reeleito presidente da Câmara do Porto

Se as eleições autárquicas fossem hoje, Rui Moreira seria reeleito presidente da Câmara do Porto, com mais votos que o PS e o PSD juntos.

Rui Moreira não parece ter dificuldade em conseguir o terceiro mandato no Porto. A sondagem do ICS e do ISCT para a SIC e Expresso revela que o caso Selminho em que o presidente da Câmara do Porto é arguido, não fez os portuenses mudar de opinião. PS e PSD juntos não conseguem tanto quanto Rui Moreira.

Recandidato como independente, Rui Moreira demarca-se dos concorrentes partidários e, se as eleições fossem agora, voltaria a ter mais do que a soma dos candidatos de PS e PSD. Tal como em 2017, com um resultado nos 45%.

Com Tiago Barbosa Ribeiro, o PS tem 25% e o PSD tem 8% com Vladimiro Feliz. Nem um nem outro foram cabeças de lista da última vez.

Pela CDU, Ilda Figueiredo alcança o mesmo resultado do PSD. O Bloco tem 5. Seguem-se PAN e Livre, - que à data da sondagem ainda não tinham candidatos - à frente do Chega, com 1%.

O mandato de Rui Moreira tem ampla aprovação: muito bom ou bom. Menos de terço dos inquiridos reprova o trabalho

Em particular, a forma como a Câmara lidou com o turismo na cidade é bem vista por quem lá vive, seguindo a tendência da avaliação positiva geral.

Nem o caso Selminho ameaça fazer mossa na conta eleitoral de Rui Moreira. Só 18% diz que mudou de opinião para pior, face a 68% para quem assunto não fez mudar o que pensa.

Este estudo foi coordenado pelo ICS e pelo ISCTE. O trabalho de campo da GFK Metris foi realizado entre 26 de junho e 10 de julho, com base em 800 entrevistas, diretas e pessoais, consideradas válidas. A margem de erro máxima é de 3,5%, e o nível de confiança de 95%.