Coronavírus

António Costa "falou" com paciente com coronavírus "por gestos"

António Costa "falou" com paciente com coronavírus "por gestos"

Ana Geraldes

Ana Geraldes

Jornalista

Doentes internados no Porto estão a evoluir de forma estável.

Especial Coronavírus

São dois novos casos de coronavírus, ambos com ligação a doentes já confirmados em Portugal. A confirmação chegou na tarde desta 3.ª feira, através de um comunicado da Direção-Geral da Saúde. Já depois do primeiro-ministro ter passado pelo hospital de S. João, no Porto, e visitado "à distância" um dos internados, cuja infeção foi confirmada na segunda-feira.

António Costa disse ter "falado" com este paciente "por gestos", mas deu para entender que se encontrava bem, nas palavras do primeiro-ministro. Precisamente no hospital de S. João, viria a confirmar-se o 3º caso positivo ao novo coronavírus. Segundo a DGS, "um homem de 60 anos".

O outro caso confirmado esta terça-feira é o primeiro internado em Lisboa, "um homem de 37 anos no hospital Curry Cabral".

O Ministério da Saúde tem reuniões diárias, de acordo com uma nota enviada à comunicação social, "um briefing diário sobre o COVID-19 com a presença da DGS, INSA, INFARMED, INEM e ACSS". O gabinete da ministra acrescenta que "estas reuniões visam avaliar, em permanência, a adequação de medidas e afetação de meios para garantir uma resposta proporcional à epidemia".

Também esta terça-feira, o Ministro da Administração Interna convocou uma reunião extraordinária da Comissão Nacional de Proteção Civil, na sede nacional, em Carnaxide. Na reunião esteve a Ministra da Saúde para, de acordo com o gabinete de Eduardo Cabrita, "abordar as diferentes dimensões da coordenação estratégica relacionadas com os mecanismos de prevenção, preparação e resposta".