Coronavírus

Coronavírus: Governo italiano admite encerrar escolas e universidades de todo o país

Guglielmo Mangiapane

Medida serve para conter a epidemia de coronavírus no país.

Especial Coronavírus

O Governo italiano está a ponderar encerrar todas as escolas e universidades até meio de março, numa medida para conter a epidemia de coronavírus, que já matou 80 pessoas e infetou mais de 2.500 pessoas no país.

Esta medida surge 10 dias depois do Executivo encerrar as instituições de ensino nas regiões mais afetadas, no norte de Itália, e de colocar várias cidades em quarentena.

Mais de metade dos infetados com coronavírus em todo o mundo estão recuperados

Os números do coronavírus

O surto de Covid-19, detetado em dezembro, na China e que pode causar infeções respiratórias como pneumonia, provocou cerca de 3.200 mortos e infetou mais de 93 mil pessoas em 78 países, incluindo cinco em Portugal.

Das pessoas infetadas, cerca de 50 mil recuperaram.

Além de 2.983 mortos na China, há registo de vítimas mortais no Irão, Iraque, Itália, Coreia do Sul, Japão, França, Hong Kong, Taiwan, Austrália, Tailândia, Estados Unidos da América e Filipinas.

Um português tripulante de um navio de cruzeiros está hospitalizado no Japão com confirmação de infeção.

Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde (DGS) confirmou cinco casos de infeção, dos quais quatro no Porto e um em Lisboa.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou o surto de Covid-19 como uma emergência de saúde pública internacional e aumentou o risco para "muito elevado".

Veja também: