Coronavírus

Como fazer desinfetante de mãos em casa

Lavar as mãos é o método mais eficaz para prevenir o contágio pelo novo coronavírus.

Especial Coronavírus

Primeiro foram as máscaras de proteção, agora são os desinfetantes para as mãos que estão a desaparecer das prateleiras dos supermercados por receio de contágio pelo novo coronavírus Covid-19.

Embora, nunca é demais sublinhar, lavar as mãos é o método mais eficaz para prevenir o contágio pelo novo coronavírus, se tal não for possível, recorre-se então aos desinfetantes ou aos toalhetes.

E como há grande probabilidade de virem a esgotar nas lojas portuguesas, aqui fica a receita para um desinfetante caseiro.

Só é preciso álcool - etílico ou isopropílico. O único "segredo" é que a solução tem de conter pelo menos 60% de álcool. Mais nada.

Ou melhor, como o álcool é um pouco agressivo para a pele, pode sempre juntar-se aloe vera.

Assim:

  1. Colocar dentro de um recipiente 60% de álcool (150 ml) e 40% de gel de aloe vera (100 ml). Misturar muito bem.
  2. Colocar a mistura dentro de um pequeno frasco com pulverizador de 250 ml, seja de plástico ou de vidro.

Para fazer os seus próprios toalhetes desinfetantes:

Pegue numa toalha de papel ou lenço de papel, coloque um pouco de álcool (ou qualquer tipo de solução com pelo menos 60% de álcool) e limpe a superfície.

Este gesto é muito importante, uma vez que sabe-se já que o coronavírus Covid-19 sobrevive nas superfícies contaminadas por vários dias.

Recomendações para prevenir o contágio

Algumas das recomendações à população pela Organização Mundial da Saúde e pela Direção-geral da Saúde portuguesa:

  • Lavagem frequente das mãos com detergente, sabão ou soluções à base de álcool;

  • Ao tossir ou espirrar, fazê-lo não para as mãos, mas para o cotovelo ou para um lenço descartável que deve ser deitado fora de imediato;

  • Evitar contacto próximo com quem tem febre ou tosse;

  • Evitar contacto direito com animais vivos em mercados de áreas afetadas por surtos;

  • Deve ser evitado o consumo de produtos de animais crus, sobretudo carne e ovos;

  • Em Portugal, caso apresente sintomas de doença respiratória e tenha viajado de uma área afetada pelo novo coronavírus, as autoridades aconselham a que contacte a Saúde 24 (808 24 24 24). Caso se dirija a uma unidade de saúde deve informar de imediato o segurança ou o administrativo.
Instagram

Veja também: