Coronavírus

Impacto do coronavírus no turismo visível do espaço

Impacto do coronavírus no turismo visível do espaço

Imagens captadas por satélite mostram agora o vazio em locais religiosos, monumentos e vias de comnunicação.

Especial Coronavírus

A China foi dos primeiros países a tomar medidas, entre as quais a proibição de excursões.

A Praça de Tiananmen, em Pequim, habitualmente cheia de turistas está agora quase deserta. O mesmo acontece num dos principais acessos à cidade de Wuhan, onde surgiu a epidemia.

Também na Arábia Saudita, a grande mesquista em Meca, sempre repleta de muçulmanos está agora praticamente vazia.

E no Irão, num dos maiores santuários é visível a descida brutal do número de visitantes.