Coronavírus

Governo suspende voos entre Portugal e zonas de Itália mais afetadas com coronavírus

Mohammed Salem

E recomenda também a suspensão de eventos em espaços abertos com mais de cinco mil pessoas.

Especial Coronavírus

Os voos com destino ou origem nas zonas mais afetadas pela epidemia do Covid-19 em Itália estão suspensos, decidiu esta segunda-feira o Governo português, que recomenda também a suspensão de eventos em espaços abertos com mais de 5.000 pessoas.

A suspensão de todos os voos com destino ou origem nos aeroportos italianos de Milão-Malpensa, Internacional II Caravaggio (Bérgamo) e Internacional Marco Polo, que serve a cidade de Veneza, aplica-se para os aeroportos de Francisco Sá Carneiro, no Porto, Humberto Delgado, em Lisboa, e Internacional de Faro.

O anúncio foi feito depois de uma reunião da Comissão Nacional de Proteção Civil na sede da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, em Carnaxide, distrito de Lisboa, na qual participaram os ministros da Administração Interna e da Saúde, Eduardo Cabrita e Marta Temido, respetivamente.

A nível nacional, o executivo recomendou a suspensão de eventos em espaços abertos com mais de 5.000 pessoas, e de eventos à porta fechada com mais de 1.000 participantes.

O Governo sugeriu aos médicos que não participem em congresso ou conferências.

O Governo também recomendou a suspensão de quaisquer eventos, como casamentos e a celebração de missas, com mais de 150 pessoas nos municípios de Felgueiras e Lousada, no distrito do Porto -- as duas zonas mais afetadas pelo surto do novo coronavírus em Portugal.

Veja também: