Coronavírus

Conselho Nacional de Saúde Pública debate possível antecipação das férias da Páscoa

Francisco Seco

Há 41 casos confirmados do novo coronavírus em Portugal.

Especial Coronavírus

O Conselho Nacional de Saúde Pública (CNSP) reúne-se hoje para discutir medidas de contenção do surto de Covid-19, doença que tem 41 casos confirmados em Portugal, como a possibilidade de antecipação das férias escolares da Páscoa.

O primeiro-ministro, António Costa, disse na terça-feira que seja qual for a posição que o CNSP tomar, “generalizar o encerramento das escolas” ou manter a opção de apenas encerrar aquelas onde “há focos de infeção e riscos de contaminação”, o executivo tomará “imediatamente” essa medida.

O funcionamento dos principais museus, e o seu possível encerramento, está também na agenda da reunião do Conselho.

“Adotaremos as medidas que os técnicos considerem ser justificado adotar. Não podemos ter cada um a sua opinião. Estamos a falar de uma matéria que não é de opção política. É uma questão em que os políticos devem agir em função da melhor informação técnica disponível”, disse Antonio Costa na terça-feira.

O Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas (CRUP) e o Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos (CCISP) tornaram pública a posição de que irão aguardar e agir em conformidade com as decisões do CNSP sobre um eventual encerramento de estabelecimentos de ensino superior

A ministra da Saúde, Marta Temido, adiantou, em conferência de imprensa na terça-feira que a reunião do CNSP servirá também para avaliar a evolução epidemiológica das infeções com o novo coronavírus, que provoca a Covid-19.

Antes da reunião do CNSP, Marta Temido será ouvida na comissão parlamentar de Saúde em audição regimental sobre Política Geral de Saúde.

Veja mais:

Portugal regista 41 casos confirmados de infeção, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

A DGS comunicou também que em Portugal se atingiu um total de 375 casos suspeitos desde o início da epidemia, 83 dos quais ainda a aguardar resultados laboratoriais.

Segundo a DGS, há ainda 667 contactos em vigilância pelas autoridades de saúde.

Face ao aumento de casos, já foi também decretada a suspensão temporária de visitas em hospitais, lares e estabelecimentos prisionais na região Norte, até agora a mais afetada.

Foram também encerrados alguns estabelecimentos de ensino, sobretudo no Norte do País, assim como ginásios, bibliotecas, piscinas e cinemas e foi recomendada a suspensão de eventos em espaços abertos com mais de 5.000 pessoas.

VEJA AQUI TODAS AS INFORMAÇÕES SOBRE O NOVO CORONAVÍRUS

Os residentes nos concelhos de Felgueiras e Lousada, no distrito do Porto, foram aconselhados a evitar deslocações desnecessárias.

O Governo português decidiu ainda suspender todos os voos com destino ou origem nas zonas mais afetadas pela Covid-19 em Itália, o país europeu onde o surto assumiu maiores proporções, tendo já provocado mais de 600 mortos.

MAPA INTERATIVO MOSTRA EM TEMPO REAL OS PAÍSES AFETADOS PELO CORONAVÍRUS