Coronavírus

Colômbia encerra fronteira com Venezuela e restringe entradas no país

Fernando Vergara

A Colômbia já registou 16 casos de Covid-19.

Especial Coronavírus

A Colômbia anunciou este sábado que vai encerrar a fronteira com a Venezuela e restringir a entrada de estrangeiros que tenham estado na Europa ou Ásia nas últimas duas semanas, para evitar a propagação do novo coronavírus.

"Reforçamos a proteção do nosso país e damos mais um passo para combater esta pandemia", justificou o Presidente colombiano, Iván Duque, durante uma declaração ao país, a partir do palácio presidencial, em Bogotá.

O encerramento de sete postos fronteiriços com a Venezuela entra em vigor às 05:00 locais (10:00 em Lisboa).

Na quinta-feira, Iván Duque já tinha declarado a Colômbia em estado de "emergência sanitária", que, entre outras medidas, impede o desembarque no país de passageiros de navios cruzeiro e proíbe a realização de sessões públicas com mais de 500 pessoas.

No âmbito deste estado de "emergência sanitária" foi ainda decretado que viajantes provenientes da China, Itália, Espanha e França são obrigados a cumprir um "período de 14 dias de auto-isolamento", que funciona como uma quarentena.

A Colômbia registava na sexta-feira 16 casos de Covid-19, nove mais do que no dia anterior. A Venezuela anunciou na sexta-feira a existência de dois casos confirmados.

SIGA AQUI AO MINUTO AS ÚLTIMAS INFORMAÇÕES SOBRE O SURTO DE COVID-19

O novo coronavírus responsável pela Covid-19 foi detetado em dezembro, na China, e já provocou mais de 5.300 mortos em todo o mundo, levando a Organização Mundial de Saúde (OMS) a declarar a doença como pandemia.

O número de infetados ultrapassou as 140 mil pessoas, com casos registados em mais de 120 países e territórios, incluindo Portugal, que tem 112 casos confirmados de contaminação pelo novo coronavírus, responsável por problemas respiratórios e pneumonias.

Veja também: