Coronavírus

Três casos de coronavírus confirmados em Arcos de Valdevez

Dylan Martinez

É o quarto caso este sábado confirmado pelas autoridades de saúde no distrito de Viana do Castelo.

Mais três novos casos de Covid-19 foram este sábado confirmados à Lusa pelo Delegado de Saúde do Alto Minho, adiantando tratar-se de um casal de Arcos de Valdevez e da filha, residente em Portugal, que os visitou.

Contactado pela agência Lusa, Luís Delgado adiantou que "as três pessoas não recorreram ao hospital, mas contactaram a linha SNS24, que as encaminhou para o hospital de São João no Porto".

Explicou que o casal reside em Arcos de Valdevez, no distrito de Viana do Castelo e que a filha, também infetada, residente em Portugal, sem especificar a zona do país.

O novo coronavírus responsável pela pandemia de Covid-19 foi detetado em dezembro, na China, e já provocou mais de 5.500 mortos em todo o mundo.

Hoje ao início da tarde, fonte da Unidade Local de Saúde do Alto Minho (ULSAM), adiantou que a urgência do hospital de Santa Luzia, em Viana do Castelo, confirmou o primeiro caso de infeção pelo novo coronavírus na região, num homem que foi conduzido ao hospital de São João, no Porto.

Contactada pela agência Lusa, fonte daquele hospital adiantou que "na sexta-feira, um homem foi atendido na urgência do hospital e face às suspeitas de infeção de coronavírus foi isolado, e sujeito aos exames necessários".

A mesma fonte acrescentou que os testes confirmaram a infeção, o que determinou a transferência do doente para o hospital de São João.

O homem, de 64 anos, emigrante natural de Monção, tinha regressado recentemente de França.

O número de infetados ultrapassa as 143.000 pessoas em mais de 135 países e territórios, incluindo Portugal, que tem 112 casos confirmados.

A região Norte continua a ter o maior número de casos confirmados (53), seguida da Grande Lisboa, cujo registo duplicou para 46, enquanto as regiões Centro e do Algarve têm cada uma seis casos confirmados. Além destas há um caso assinalado pela DGS no estrangeiro.

O Governo anunciou que as escolas de todos os graus de ensino vão suspender as atividades letivas presenciais a partir de segunda-feira, e declarou o estado de alerta em todo o país, colocando os meios de proteção civil e as forças e serviços de segurança em prontidão.

Outras das medidas aprovadas foram a restrição do funcionamento de discotecas e similares, a suspensão de visitas a lares de idosos em todo o território nacional e o estabelecimento de limitações de frequência nos centros comerciais e supermercados.