Coronavírus

Bahrein anuncia primeira morte relacionada ao novo coronavírus

Hamad I Mohammed

Trata-se de uma mulher de 65 anos.

Especial Coronavírus

O Bahrein anunciou hoje a primeira morte devido ao novo coronavírus, uma mulher de 65 anos, de acordo com o Ministério da Saúde, sendo a primeira morte ligada à doença registada nas seis monarquias árabes do Golfo Pérsico.

A mulher de 65 anos, que era natural do Bahrein, sofria de condições de saúde pré-existentes ao contágio, acrescentou o ministério numa mensagem publicada na rede social Twitter.

Até agora, quase mil casos de contaminação foram identificados nas seis monarquias árabes do Conselho de Cooperação do Golfo (GCC) - Bahrein, Arábia Saudita, Qatar, Koweit, Omã e Emirados Árabes Unidos.

O país mais afetado é o Qatar, com 401 casos. A maioria das pessoas infetadas no Bahrein - 214 no total - regressaram de uma viagem ao Irão, um país também localizado na região do Golfo Pérsico e onde mais de 700 pessoas morreram do Covid-19.

Diante dos receios de uma forte disseminação do vírus, os seis países encerraram quase todos os locais de lazer e as rotas aéreas estão suspensas.

O novo coronavírus responsável pela pandemia de Covid-19 já provocou mais de 6.500 mortos em todo o mundo. O número de infetados ronda as 170 mil pessoas, com casos registados em pelo menos 148 países e territórios, incluindo Portugal, que tem 245 casos confirmados. Do total de infetados, mais de 77 mil recuperaram.

MAPA INTERATIVO MOSTRA EM TEMPO REAL OS PAÍSES AFETADOS PELO CORONAVÍRUS

Veja também: