Coronavírus

PCP quer pedir ajuda à China para controlar e prevenir coronavírus

Rafael Marchante

O novo coronavírus é responsável pela pandemia da Covid-19 e já infetou mais de 180 mil pessoas no mundo.

O PCP sugeriu esta terça-feira que o Governo peça a ajuda da China ajudar no "trabalho de prevenção e controlo" da pandemia de Covid-19 em Portugal, afirmou o dirigente comunista Jorge Pires.

Numa conferência de imprensa sobre as repercussões do surto do novo coronavírus, Jorge Pires, da comissão política do PCP, afirmou que a actual situação "exige cooperação internacional" e que Portugal deveria aproveitar a "disponibilidade já afirmada pelas autoridades chinesas" para ajudar a "fortalecer o trabalho de prevenção e controlo da epidemia".

Esta cooperação "deve ser potenciada no pano das relações bilaterais entre Portugal e a China", disse, para depois criticar a "inércia" e "hipocrisia" da União Europeia neste domínio, "expondo a falsidade da propagandeada 'solidariedade europeia".

O coronavírus responsável pela pandemia da Covid-19 infetou mais de 180 mil pessoas, das quais mais de 7.000 morreram. Das pessoas infetadas em todo o mundo, mais de 75 mil recuperaram da doença.

O surto começou na China, em dezembro, e espalhou-se por mais de 145 países e territórios, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Depois da China, que regista a maioria dos casos, a Europa tornou-se o epicentro da pandemia, com mais 67 mil infetados e pelo menos 2.684 mortos.

Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde (DGS) elevou hoje o número de casos confirmados de infeção para 448, mais 117 do que na segunda-feira, dia em que se registou a primeira morte no país.

Veja mais: