Coronavírus

“O país não vai parar, temos de continuar”

A mensagem do primeiro-ministro ao país depois da reunião do Conselho de Ministros.

O primeiro-ministro informou esta quarta-feira que o Conselho de Ministros, atendendo aos fundamentos do pedido do Presidente da República, dá o parecer favorável ao decreto presidencial que vai declarar o Estado de Emergência em Portugal.

António Costa explica aos portugueses que com esta declaração a democracia “não será suspensa” e que a sociedade continuará aberta “com cidadãos livres, responsáveis por si e pelos outros”.

“Queremos continuar a viver numa sociedade em que cada um cuida de si e dos outros, em que ninguém é deixado ao abandono”, disse o primeiro-ministro.

O chefe do Governo explicou ainda que a prioridade é prevenir a Covid-19, conter a pandemia e salvar vidas.

Presidente da República vai declarar Estado de Emergência

O Presidente da República vai declarar esta quarta-feira Estado de Emergência em Portugal, decisão que acontece na sequência da pandemia do novo coronavírus e após a reunião do Conselho de Estado.

Marcelo Rebelo de Sousa falará ao país às 20h00.

642 CASOS DE COVID-19 EM PORTUGAL ESTA QUARTA-FEIRA

O número de casos positivos de Covid-19 em Portugal subiu esta terça-feira para 642, mais 194 em relação a segunda-feira, um aumento de 43% em relação a terça-feira. Há 20 casos internados em Unidades de Cuidados Intensivos.

No boletim divulgado esta quarta-feira pela DGS, há, desde 1 de janeiro, um total de 5.067 casos suspeitos, dos quais 351 aguardam os resultados das análises e 4.074 testes que deram negativo.

Há dois óbitos a registar. A segunda vítima mortal, conhecida hoje, é António Vieira Monteiro, presidente do Santander em Portugal.

Atualmente, há 24 cadeias de transmissão ativas em Portugal.

SIGA AQUI AO MINUTO AS ÚLTIMAS INFORMAÇÕES SOBRE A COVID-19

Veja também: