Coronavírus

Covid-19: Homem morre nos EUA após automedicar-se com Cloroquina

Casal ingeriu produto usado para eliminar parasitas de aquários que continha a substância, após ouvir discurso de Trump.

Especial Coronavírus

Depois de ouvir o Presidente dos Estado Unidos, numa conferência de imprensa, a falar sobre os benefícios da Cloroquina, associando-a ao novo coronavírus, um casal na casa dos 60 anos, residente na cidade de Phoenix, no estado norte-americano do Arizona, ingeriu um produto utilizado para eliminar parasitas de aquários, que continha a substância, com a ideia de que este pudesse prevenir uma possível infeção do surto viral, , conta a CNN.

Internada numa unidade hospitalar sob cuidados intensivos, a mulher revelou que, quando ouviram Trump falar sobre a substância, apercebeu-se de uma embalagem de limpeza de aquários que tinha em casa e que continha Cloroquina. Juntaram água ao produto e, passado pouco tempo, começaram a sentir "tonturas e o corpo muito quente", contou à NBC News.

O homem acabou por morrer poucas horas depois de dar entrada no hospital, enquanto que a mulher encontra-se em estado crítico.

A Cloroquina é um medicamento utilizado para combater a estirpe da malária e não existem provas científicas de que pode ser benéfica para tratar o novo coronavírus.

Nos Estados Unidos, a Covid-19 já causou a morte a 784 pessoas e há o registo de 54.968 pacientes infetados.

SIGA AQUI AO MINUTO AS ÚLTIMAS INFORMAÇÕES SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

Veja também: