Coronavírus

Papa reza pelos jornalistas, que ajudam a suportar o isolamento

Papa reza pelos jornalistas, que ajudam a suportar o isolamento

Missa também pela "educação das crianças e para ajudá-las a suportar este tempo de confinamento".

Especial Coronavírus

O Papa Francisco dedicou a missa realizada na manhã de hoje, na Residência de Santa Marta, aos trabalhadores da comunicação social, que ajudam as pessoas a suportarem este período de isolamento devido à pandemia da Covid-19.

Francisco dedicou a missa diária a uma das categorias envolvidas nessa luta contra o novo coronavírus.

"Hoje, eu gostaria que orássemos por todos aqueles que trabalham nos meios de comunicação, que trabalham para comunicar, para que as pessoas não fiquem tão isoladas", afirmou o Papa.

Antes da pandemia de Covid-19, esta missas eram acompanhadas por várias dezenas de pessoas, mas agora Francisco celebra-as sozinho, apenas com transmissão televisiva e pelos canais do Vaticano.

O Papa também orou "pela educação das crianças e para ajudá-las a suportar este tempo de confinamento".

Na Itália, faculdades e universidades foram encerradas há um mês em todo o país, devido à disseminação do novo coronavírus, que causou 12.428 mortes e 105.792 infeções no país.

Pandemia já matou mais de 43 mil pessoas em todo o mundo

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 828.000 pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 41.000.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

O continente europeu, com mais de 458.000 infetados e mais de 30.000 mortos, é aquele onde se regista atualmente o maior número de casos, e a Itália é o país do mundo com mais vítimas mortais, com 12.428 mortos em 105.792 mil casos confirmados até terça-feira.

187 mortes e 8.251 casos de Covid-19 em Portugal

A Direção-Geral da Saúde (DGS) anunciou esta quarta-feira a existência de 187 mortes e 8.251 casos de Covid-19 em Portugal.

O número de óbitos subiu de 160 para 187, enquanto o número de infetados aumentou de 7.443 para 8.251, mais relação a ontem, o que representa um aumento de 10,9%.

Há, ao todo, 43 casos recuperados a registar, um número que se manteve intacto nos últimos sete boletins divulgados pela DGS.

SIGA AQUI AS ÚLTIMAS INFORMAÇÕES SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19