Coronavírus

Sobe para 629 o número de mortos por Covid-19 em Portugal. Quase 19 mil infetados

Armando Franca

O último balanço da DGS.

Saiba mais...

A Direção-Geral da Saúde (DGS) anunciou esta quinta-feira a existência de 629 mortes e 18.841 casos de Covid-19 em Portugal.

O número de óbitos subiu, de ontem para hoje, de 599 para 629, mais 30 (uma subida de 5%), enquanto o número de infetados aumentou de 18.091 para 18.841, mais 750, o que representa um aumento de 4,1%.

O número de casos recuperados subiu de 383 para 493 - mais 8,7%.

Há 1.302 doentes internados - mais 102 em relação a ontem (uma subida de 8,5%). 229 encontram-se em Unidades de Cuidados Intensivos - mais 21 do que na quarta-feira, o que representa um aumento de 10%.

No Relatório de Situação divulgado esta quinta-feira, há, desde 1 de janeiro, um total de 154.727 casos suspeitos, dos quais 3.910 aguardam os resultados das análises e 131.976 testes que deram negativo.

A região Norte é a que regista o maior número de mortos (355), seguida pelo Centro (146), pela região de Lisboa e Vale Tejo (115) e pelo Algarve, com nove vítimas mortais. O boletim regista ainda quatro óbitos nos Açores.

Os casos confirmados:

  • 157 meninos e 164 meninas com menos de 10 anos;
  • 485 jovens entre os 10 e os 19 anos;
  • 789 homens e 1.205 mulheres entre os 20 e 29 anos;
  • 1.094 homens e 1.530 mulheres entre os 30 e 39 anos;
  • 1.285 homens e 1.982 mulheres entre 40 e os 49 anos;
  • 1.302 homens e 1.977 mulheres entre os 50 e os 59 anos;
  • 1.068 homens e 1.251 mulheres entre os 60 e 69 anos;
  • 848 homens e 867 mulheres entre os 70 e os 79;
  • 950 homens e 1.887 mulheres casos com mais de 80 anos.

No que diz respeito aos óbitos:

  • 3 homens e 5 mulheres entre os 40 e os 49 anos
  • 13 homens e 5 mulheres entre os 50 e os 59 anos;
  • 40 homens e 19 mulheres entre os 60 e os 69 anos;
  • 79 homens e 52 mulheres entre os 70 e os 79 anos;
  • 183 homens e 230 mulheres com mais de 80 anos.

Os dados da DGS precisam que o concelho do Porto é o que regista o maior número de casos de infeção pelo coronavírus (988), seguido de Lisboa (996 casos), Vila Nova de Gaia (956), Matosinhos (824), Gondomar (777), Braga (775), Maia (686), Valongo (552), Ovar (487) e Sintra com 437 casos.

Estado de emergência. Novo decreto prevê "reativação gradual" de serviços e empresas

O Presidente da República submeteu esta quinta-feira ao Parlamento uma nova renovação do estado de emergência em Portugal, até ao dia 2 de maio.

O diploma, que teve parecer favorável do Governo, vai ser votado esta tarde na Assembleia da República.

O projeto de decreto de Marcelo Rebelo de Sousa prevê a possibilidade de uma "abertura gradual, faseada ou alternada de serviços, empresas ou estabelecimentos comerciais".

Segundo o chefe de Estado, esta "reativação gradual" poderá concretizar-se "com eventuais aberturas com horários de funcionamento adaptados, por sectores de atividade, por dimensão da empresa em termos de emprego, da área do estabelecimento comercial ou da sua localização geográfica, com a adequada monitorização".

Rafael Marchante

Morreu o escritor Luis Sepúlveda, vítima da Covid-19

O escritor Luis Sepúlveda morreu esta quinta-feira, aos 70 anos, vítima da Covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus.

O escritor tem toda a obra publicada em Portugal - alguns títulos estão integrados no Plano Nacional de Leitura -, e era presença regular em eventos literários no país.

NACHO GALLEGO

ACOMPANHE AQUI AO MINUTO TODA A INFORMAÇÃO SOBRE A COVID-19

ESPECIAL NOVO CORONAVÍRUS

  • 14:54