Coronavírus

OMS agradece contribuição de 500 mil euros de Portugal

Denis Balibouse

Diretor da Organização Mundial de Saúde deixou mensagem no Twitter.

Especial Coronavírus

O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, agradeceu esta segunda-feira a contribuição de 500.000 euros feita pelo Governo de Portugal para auxiliar no combate global à pandemia da doença provocada pelo novo coronavírus.

"Agradeço ao Governo e às pessoas de #Portugal pela contribuição de 500.000 euros para a resposta global à #covid-19", escreveu o diretor-geral da OMS na rede social Twitter.

O presidente dos Estados Unidos da América (EUA), Donald Trump, suspendeu, no início do mês, o financiamento para a OMS, acusando a organização de má gestão da pandemia e de favorecer a China, críticas que foram reiteradas hoje pelo secretário de Estado, Mike Pompeo.

Também hoje, Tedros Adhanom Ghebreyesus disse, em conferência de imprensa a partir de Genebra (Suíça), que o mundo devia ter ouvido melhor a OMS quando foi declarada a emergência global de saúde, em janeiro.

"O mundo devia ter ouvido com atenção nessa altura, quando só havia 82 casos e nenhuma morte fora da China. Todos os países podiam ter desencadeado todas as medidas de saúde pública possíveis. E isso basta para atestar a importância de ouvir os conselhos da OMS", declarou.

Os números do coronavírus

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou cerca de 207 mil mortos e infetou quase três milhões de pessoas em 193 países e territórios. Perto de 810 mil doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 928 pessoas das 24.027 confirmadas como infetadas, e há 1.357 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

ACOMPANHE AQUI AO MINUTO AS INFORMAÇÕES SOBRE A PANDEMIA DA COVID-19

ESPECIAL CORONAVÍRUS