Coronavírus

Próxima temporada do D. Maria II com mais de 40 peças

André Pacheco

Teatro fechou a 12 de março devido à pandemia de covid-19.

Especial Coronavírus

Mais de 40 espetáculos de teatro integram a programação da temporada 2020/2021 do Teatro Nacional D. Maria II, em Lisboa, que será divulgada online em 28 de junho, disse hoje à agência Lusa o diretor artístico daquela sala.

Todos os espetáculos previstos e adiados desde 12 de março, dia em que o teatro fechou devido à pandemia de covid-19, integrarão a próxima temporada, num total de 18 trabalhos, realça hoje o diretor artístico do D. Maria II, Tiago Rodrigues.

Na quinta-feira passada, o conselho de administração do teatro tinha já sido anunciado, à Lusa, que o D. Maria II só reabriria em setembro e não em 01 de junho, como viabilizado pelo Conselho de Ministros.

Apesar de a próxima temporada já estar, em boa parte, "desenhada, foi possível, graças à solidariedade de todos os artistas, conciliar novas datas para o futuro, tanto de espetáculos como de ensaios, de modo a apresentar todos os espetáculos que ficaram por apresentar devido à covid-19", sublinhou.

"Outra coisa que também conseguimos foi manter o mesmo número de récitas de todos os espetáculos, tanto dos que ficaram por apresentar desde março como os da próxima temporada, o que não teria sido possível sem a colaboração de todos os artistas", acrescentou Tiago Rodrigues.

Na quinta-feira, após a aprovação pelo Governo do "Plano de Desconfinamento", a administração do D. Maria II avançou que o teatro só reabre na próxima temporada.

A partir de 01 julho, os espectadores poderão trocar ou devolver os bilhetes previamente adquiridos para os vários espetáculos cancelados.

Todos os bilhetes adquiridos poderão ser trocados para as novas sessões destes espetáculos ou por um vale de oferta, válido para qualquer espetáculo da temporada 2020/2021.

Nos próximos dois meses, o D. Maria II mantém uma oferta cultural 'online', regular e gratuita, através da iniciativa "D. Maria II em Casa".

Semanalmente, são lançados novos espetáculos, leituras de contos para a infância, sessões de poesia, conversas com artistas e outras atividades.

Portugal é o 21.º país do mundo com mais óbitos e o 20.º em número de infeções

A Direção-Geral da Saúde (DGS) anunciou esta terça-feira a existência de 1.074 mortes e 25.702 casos de Covid-19 em Portugal.

O número de óbitos subiu, de ontem para hoje, de 1.063 para 1.074, mais 11 - uma subida de 1% -, enquanto o número de infetados aumentou de 25.524 para 25.702, mais 178, o que representa um aumento de 0,6%.

O número de casos recuperados subiu de 1.712 para 1.743, mais 31 do que no dia anterior.

Portugal entrou domingo em situação de calamidade, depois de três períodos consecutivos em estado de emergência desde 19 de março.

Esta nova fase de combate à covid-19 prevê o confinamento obrigatório para pessoas doentes e em vigilância ativa, o dever geral de recolhimento domiciliário e o uso obrigatório de máscaras ou viseiras em transportes públicos, serviços de atendimento ao público, escolas e estabelecimentos comerciais.