Coronavírus

Covid-19: Famílias das favelas do Rio de Janeiro temem o futuro 

Contágio comunitário afetou mais tarde os mais pobres. 

Especial Coronavírus

Quase 12 milhões de brasileiros vivem em favelas. A elevada densidade populacional, aliada à falta de saneamento, faz das favelas terreno fértil para a proliferação de doenças.

A Covid-19 ameaça a saúde e agora também a subsistência das comunidades mais pobres.

No Complexo do Alemão, um conjunto de favelas do Rio de Janeiro, vivem 180 mil pessoas.

Como o SARS-CoV-2 atingiu primeiro as classes altas, infetadas em viagens ao estrangeiro, o sistema de saúde público só agora está verdadeiramente a ser testado, com os mais desfavorecidos a adoecer.

  • 2:34