Coronavírus

Primeiro-ministro acredita que Portugal recupera até 2022

Costa reitera que crise será ultrapassada sem austeridade, mas os próximos dois anos anos serã de "crise económica profunda".

Especial Coronavírus

O primeiro-ministro acredita que, em 2022, o país estará melhor ou na mesma situação financeira em que estava no ano passado.

Em entrevista na noite de sexta-feira ao Porto Canal, António Costa mostrou-se confiante na recuperação do país. embora tenha dito que os próximos dois anos vão ser vividos com uma crise económica profunda.

Afirmou que a crise provocada pela Covid-19 vai ser paga com o esforço de todos, sem necessidade de recorrer a austeridade.

Costa volta a criticar Estados-membros da UE por bloquearem apoios

Sobre a União Europeia, o primeiro-ministro voltou a criticar os Estados-membros que diz estarem a bloquear o processo de decisão sobre os apoios financeiros para combater a crise porque acreditam que o trabalho de cada Estado é suficiente para combater a crise.

Festa do Avante! pode vir a realizar-se

O líder do Governo admitiu que a Festa do Avante! pode vir a realizar-se desde que sejam cumpridas as orientações da Direção-Geral da Saúde.

António Costa justifica dizendo que a atividade política dos partidos não está proibida.

O PCP ainda não tomou uma decisão acerca do festival, depois de ter sido anunciado que não há festivais de verão até pelo menos 30 de setembro.

Portugal com 1.114 mortes e 27.268 casos de Covid-19

Portugal registava na sexta-feira 1.114 mortes relacionadas com a covid-19, mais nove do que na quinta-feira ( 1.105) e 27.268 infetados (mais 553).

Relativamente ao número de casos confirmados de infeção pelo novo coronavírus (27268), os dados da Direção Geral da Saúde (DGS) revelam que há mais 533 casos do que na quinta-feira (26.715).

O número de casos recuperados subiu de 2.258 para 2.422, mais 164 do que quinta-feira.

Há 842 doentes internados, 127 encontram-se em Unidades de Cuidados Intensivos.