Coronavírus

Santos Silva critica decisão "absurda e injusta" do Governo britânico

Santos Silva critica decisão "absurda e injusta" do Governo britânico

Ministro dos Negócios Estrangeiros comparou as praias "organizadas" do Algarve às enchentes nos areais britânicos, na passada semana.

Especial Coronavírus

O ministro dos Negócios Estrangeiros critica a decisão de Inglaterra de excluir Portugal dos "corredores de viagem internacionais", considerando-a "profundamente injusta", "errada" e um "absurdo".

Em declarações aos jornalistas, esta sexta-feira, Augusto Santos Silva diz que não faz sentido que "um país com os piores indicadores em matéria de pandemia" queira impor quarentena a passageiros provenientes de um "país que tem melhores indicadores".

"É uma decisão profundamente injusta. Aliás, não nos parece próprio das relações de confiança recíproca que devem presidir ao relacionamento entre dois países aliados de muitos séculos e amigos como são Portugal e o Reino Unido."

O chefe da diplomacia portuguesa espera que a decisão do Governo britânico seja corrigida "o mais depressa possível" e diz que os turistas britânicos continuam a ser bem-vindos em Portugal.

Augusto Santos Silva compara ainda as praias "organizadas e seguras" do Algarve com o que aconteceu numa praia em Bournemouth, no Reino Unido, onde milhares de britânicos aproveitaram as temperaturas altas e encheram o areal, não respeitando o distanciamento social obrigatório.