Coronavírus

Direção do lar de Reguengos de Monsaraz diz que fez tudo para salvar vidas 

Garante ainda que cumpriu as orientações da DGS. 

Especial Coronavírus

A direção do Lar de Reguengos de Monsaraz diz ter feito de tudo para salvar vidas e nega ter desvalorizado o surto na instituição. Garante ter cumprido as orientações da Direção-Geral da Saúde, ao contrário do que refere a auditoria da Ordem dos Médicos.

Um surto de Covid-19 no lar provocou a morte a pelo menos 18 utentes.

Portugal com 2 mortes e 120 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas

A Direção-Geral da Saúde (DGS) anunciou esta terça-feira a existência de 1.761 mortes e 52.945 casos de Covid-19 em Portugal, desde o início da pandemia.

O número de mortes subiu de 1.759 para 1.761, mais 2 do que na segunda-feira. Já o número de infetados aumentou de 52.825 para 52.945, mais 120.

O número de pessoas internadas é de 365, menos 10 do que na segunda-feira, e nos cuidados intensivos estão 35 pessoas, mais 6.

O número de doentes dados como recuperados de covid-19 voltou a aumentar nas últimas 24 horas para 38.760, mais 160 do que na segunda-feira.