Coronavírus

Portugal com 2 mortes e 120 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas

Rafael Marchante

O último balanço da DGS.

Especial Coronavírus

A Direção-Geral da Saúde (DGS) anunciou esta terça-feira a existência de 1.761 mortes e 52.945 casos de Covid-19 em Portugal, desde o início da pandemia.

O número de mortes subiu de 1.759 para 1.761, mais 2 do que na segunda-feira. Já o número de infetados aumentou de 52.825 para 52.945, mais 120.

O número de pessoas internadas é de 365, menos 10 do que na segunda-feira, e nos cuidados intensivos estão 35 pessoas, mais 6.

O número de doentes dados como recuperados de covid-19 voltou a aumentar nas últimas 24 horas para 38.760, mais 160 do que na segunda-feira.

Portugal e Suécia: os países com maior redução de novos casos de Covid-19

O impacto da Covid-19 tem-se revelado muito instável e com inesperadas variações na Europa. Alguns países que há umas semanas estavam na lista negra, estão agora entre os que têm menos contágios.

O centro europeu que analisa a o novo coronavírus revelou que Portugal e Suécia são os países com melhor variação no número de contágios.

Mais de 20 milhões de pessoas infetadas com Covid-19 em todo o mundo

Shannon Stapleton

O novo coronavírus já infetou mais de 20 milhões de pessoas em todo o mundo, desde o início da pandemia, mais de metade das quais no continente americano, de acordo com o último balanço feito pela France-Presse (AFP).

Segundo o balanço feito pela AFP a partir de fontes oficiais de vários países, às 22:15 GMT de segunda-feira, no total, foram registados 20.002.577 casos, incluindo 733.842 mortes.

Quatro em cada 10 casos confirmados de Covid-19 são nos Estados Unidos da América (EUA) e no Brasil, os dois países mais afetados pela pandemia em todo o mundo, com 5.075.678 casos (163.282 óbitos) e 3.057.470 infeções (101.752 mortes), respetivamente.

Rússia anuncia primeira vacina contra a Covid-19

Handout .

A primeira vacina contra a covid-19 registada no mundo vai entrar em circulação no dia 1 de janeiro de 2021, segundo o Ministério da Saúde da Rússia. O anúncio foi feito esta terça-feira pelo Presidente russo, Vladimir Putin.

Nas últimas semanas, a Rússia "garantiu" a produção de milhares de doses de vacinas contra o novo coronavírus e "vários milhões" no princípio do próximo ano.

Na altura, a Organização Mundial da Saúde pediu respeito pelos protocolos e regulamentos em vigor sobre o desenvolvimento de uma vacina anti covid-19.

A filha do Presidente tomou a vacina e está bem, avançou Putin: "Ela participou na experiência", disse Putin, afirmando que a filha teve um pouco de febre "e foi tudo".

As autoridades russas disseram que os profissionais de saúde, professores e outros grupos serão os primeiros a ser vacinados.

A Rússia é o primeiro país a registar uma vacina contra o novo coronavírus, no entanto, muitos cientistas no país e no estrangeiro questionaram a decisão de registar a vacina antes de os cientistas completarem a chamada Fase 3 do estudo. Essa fase, por norma, demora vários meses e envolve milhares de pessoas e é a única forma de se provar que a vacina experimental é segura e funciona.

Faltam 90 mil milhões de dólares para garantir vacinas, diz OMS

OMS quer acelerar a investigação de vacinas para a covid-19.

Amanda Perobelli

O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS) afirmou que os próximos três meses serão cruciais para acelerar a investigação de vacinas para a covid-19, alertando que faltam pelo menos 90 mil milhões de dólares do investimento total necessário.

Numa conferência de imprensa na sede daquela agência da ONU, Tedros Ghebreyesus afirmou que há "uma grande distância" entre o que a OMS estabeleceu como meta para o programa de aceleração de produção de vacinas e a quantidade de dinheiro que está alocada.

"Embora estejamos gratos àqueles [países] que contribuíram, só temos 10 por cento dos [mais de 100] mil milhões de dólares que serão necessários" apenas para desenvolver e garantir a distribuição equitativa pelo mundo de vacinas que venham a ser criadas, afirmou o diretor geral da OMS.

LINKS ÚTEIS

MAPA COM OS CASOS A NÍVEL GLOBAL

Veja também: